Os sintomas clínicos são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar pneumonias.

Sua transmissão ocorre pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como saliva ou catarro.

O vírus pode ficar incubado por duas semanas, período em que os primeiros sintomas aparecem.

O álcool em gel e o detergente se mostraram grandes aliados no combate ao vírus. Realize a higienização das mãos sempre que possível, principalmente após o contato com pessoas ou materiais suspeitos.

Cubra boca e nariz ao tossir ou espirrar.

Utilize lenço descartável para higiene nasal.

Evite exposições desnecessárias ou aglomerações de pessoas em locais com suspeita.

Caso conheça alguém com suspeita de contaminação, oriente a procurar auxílio médico imediatamente.

Mantenha-se atualizado sobre os níveis de alerta.

O Ministério da Saúde estabeleceu três situações onde a pessoa deve procurar atendimento médico:

1 – Febre e pelo menos um sintoma respiratório (tosse, dificuldade de respirar, entre outros), além de histórico de viagem para área com transmissão local, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais.

2 – Febre e pelo menos um sintoma respiratório e histórico de contato próximo de caso suspeito para o coronavírus, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais.

3 – Febre ou pelo menos um pelo menos um sintoma respiratório, além de contato próximo de caso confirmado laboratorialmente para o coronavírus, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais.
Caso o munícipe esteja enquadrado em um dos três itens acima, deve procurar o Pronto Socorro Municipal.

Estudo epidemiológico de Monte Alto

População Quantidade Positivos Negativos
Pacientes com queixas respiratórias 133 4 129
Profissionais de saúde 472 10 462
Profissionais da segurança pública 130 0 130
Servidores públicos 58 0 58
Profissionais de farmácias e drogarias 20 0 20
Profissionais de lotéricas 3 0 3
Profissionais de agências bancárias 27 0 27
Profissionais de postos de combustíveis 13 0 13
Profissionais de padarias 6 0 6
Profissionais de supermercados 34 0 34
Caminhoneiros 50 0 50
Entregadores de gás e água 12 0 12
Profissionais da CPFL 4 0 4
Profissionais da Sabesp 14 0 14
Profissionais dos Correios 14 0 14
Comerciantes do CEASA 10 0 10
Profissionais da Assistência Social 20 0 20
Profissionais de provedores de internet 45 0 45
Moto e carro taxistas 48 0 48
Motoristas intermunicipais da Prefeitura 33 0 33
Expositores da Feira do Produtor Rural 64 0 64
Associação Prom.  Vida Nova “Horto de Deus” 20 0 20
Profissionais do comércio 200 0 200
Comunicantes de casos positivos 160 16 144
Total 1590 30 1560

O que fazer?

Os munícipes com suspeita de Covid-19 ou queixas respiratórias devem dirigir-se ao Pronto Socorro Municipal.

No local, a equipe está preparada para abordar este munícipe e cuidar para que não haja o contágio dos demais presentes, através do isolamento e o uso de máscaras.

Não há ainda tratamento específico para o coronavírus, sendo este baseado no uso de antitérmicos, analgésicos e hidratação.

Maiores informações:

  • Pronto Socorro Municipal
    Rua Jeremias de Paula Eduardo, 2287
    Telefones: (16) 3242-7038 / 3241-1595
  • Convênio Sistema Vida de Saúde
    Rua Antonio da Silva, s/n (Praça da Saúde)
    Telefone: (16) 3244-3244
  • Convênio Unimed
    Rua Florindo Cestari, 1262
    Telefones: (16) 3242-1137 / 3244-3030