Eventos cívicos relembram a história da “Cidade do Sonho”

Feriado municipal contou com cerimônia de hasteamento das bandeiras e visita ao túmulo do fundador.

Em evento marcado para o dia em que Monte Alto comemorou seu 136º aniversário, na última segunda-feira (15), membros do Executivo, Legislativo e munícipes participaram de hasteamento das bandeiras, em frente ao Paço Municipal.

Os professores Jônatas Consoni, Welton Calcinoni, Diego Honorato e Leonardo Fogaça, do Conservatório Musical Municipal “Maestro Mário Veneri” executaram os hinos Nacional e de Monte Alto.

Além das autoridades municipais e representando o secretário de Habitação de São Paulo, Rodrigo Garcia, o coordenador do Cidade Legal, Geninho Zuliani, falou sobre o desenvolvimento do município, característica marcante frente aos desafios das prefeituras nos últimos anos.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Julio Zacarin Neto, discursou sobre o orgulho em ser montealtense e suas passagens, desde a oportunidade em que foi eleito o vereador mais jovem da história, com 21 anos.

João Paulo Rodrigues, prefeito e representando o vice Bicudo, ausente devido a compromisso, agradeceu a presença de todos agradecendo, por fim, o fundamental apoio da Guarda Civil, Patrimonial e Brigada de Incêndio.

Bisneto do fundador de Monte Alto, Antônio Luiz Pimentel deslocou-se, da cidade de São José do Rio Preto, para participar da homenagem. O advogado é autor do livro “Porfírio por Pimentel”, editado pela Pirapora em 2010.

O projeto Guri, mantido pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e que funciona em Monte Alto, através de parceria com o Departamento de Cultura, realizou apresentações musicais com violão popular, percussão e coral.

Ao término da cerimônia, o diretor de Indústria, Comércio, Turismo e Marketing de Monte Alto, Rogério Menani, convidou os presentes a participarem de visita ao túmulo do fundador, Porfírio de Alcântara Pimentel.

Após celebração realizada pelo padre Fábio Ferreira Senna, da Paróquia São Benedito, o prefeito João Paulo pediu que os presentes o acompanhasse para um minuto de silêncio nos túmulos dos ex-prefeitos já falecidos, que ele conheceu em vida: Antônio Mazza, Fioravante José Canale, Gilberto Morgado e, por fim, seu pai Dr. José Jesus Victório Rodrigues.

Compartilhe