“Jovem Agricultor do Futuro” leva alunos a propriedade rural

A visita dos inscritos no Programa de Aprendizagem Rural – Jovem Agricultor do Futuro, em 2017, foi tão frutífera que seus coordenadores não hesitaram, neste ano, em repetir a ação com a nova turma.

Na tarde da última quarta-feira (8), acompanhados dos professores e do interlocutor do Programa Município Verde Azul, Tadeu Veronezi Nunes, os jovens conheceram a propriedade rural de Adão do Carmo Jesus Comin, localizada no Bairro Areias. Adão já é grande conhecido dos profissionais da agricultura, pela sua participação em reuniões com produtores e seu empenho em inovar.

Os alunos ouviram as explicações sobre o cultivo com plantio direto e irrigação por gotejamento, ambos contribuindo de maneira significativa para preservação ambiental, pelo uso racional da água. Desta forma também, o declínio do terreno não causa erosão ou a compactação do solo.

O proprietário explanou ainda sobre os períodos de plantio e colheita do tomate, como sua produção acaba sendo relativamente mais cara, devido ao acompanhamento de engenheiro agrônomo e o uso de defensivos adequados, mas como isso se reverte em um produto de grande qualidade. A comprovação disso está na merenda escolar de nosso município, pois Adão é fornecedor não apenas do tomate, mas também da beterraba e pimenta, usados pela Central de Alimentos diariamente, na produção de refeições das unidades escolares de Monte Alto. O controle de pragas é algo que impressionou os visitantes, como no caso das mariposas. Adão Comin colocou, em pontos estratégicos da plantação, papéis com cola e uma ampola de feromônio, que atrai os machos da espécie. Atraídos pelo hormônio, os insetos são capturados em grande quantidade.

Encerrando a visita, plantações de vagem e milho levaram os jovens a entenderem como tudo pode ser aproveitado. A vagem, uma planta trepadeira, aproveita-se do tomateiro plantado anteriormente, usando-o como suporte para subir ao arame. Já o milho, pronto o cereal é destinado ao mercado em bandejas. A palha é preparada e se torna alimento para o gado. O que resta, com o passar dos dias, atua como cobertura do solo, mantendo-o fresco e úmido, condições ideais para o próximo plantio.

Antes de retornarem à sala de aula, os jovens ouviram uma reflexão do experiente agricultor. “Façam tudo por amor, o dinheiro é consequência. Mas pra isso é importante que haja prazer em estar neste meio, pois o trabalho se torna pesado quando é feito com raiva”.

Sobre o programa

O Jovem Agricultor do Futuro é uma parceria da Prefeitura Municipal de Monte Alto e SENAR, e atende jovens entre 14 e 17 anos, estudantes das escolas estaduais e municipais, com atividades pedagógicas e de campo, como plantio de hortas e interação com o meio ambiente. Coordenado pela agente de desenvolvimento Janice Fernandes, com o apoio da instrutora técnica Eloiza Seixas e do instrutor pedagógico Cláudio Ricardo Benhossi, o Jovem Agricultor do Futuro tem foco na formação cidadã através de atividades sociais, ambientais e agrícolas.

Texto e fotos: Raphael Bertolli
Comunicação/Prefeitura de Monte Alto

Compartilhe