No aniversário da sua fundação, Monte Alto relembra história com ato cívico

Na manhã de quarta-feira (15), feriado municipal, autoridades e munícipes se reuniram em frente ao Paço Municipal para parabenizar Monte Alto pelos seus 138 anos de fundação. O cerimonialista Rogério Menani conduziu os trabalhos que terminaram com o hasteamento dos Pavilhões Municipal, Estadual e Nacional.

A abertura foi realizada pelos músicos do Conservatório Musical Municipal “Maestro Mário Veneri”, que tradicionalmente abrilhantam eventos do município com demonstração do talento compartilhado no órgão de cultura.

Rogério convidou para o local de honras as autoridades municipais presentes: prefeito João Paulo Rodrigues; primeira-dama Luciana Alexandre; administrator distrital de Aparecida do Monte Alto, Samuel Henrique Fonseca; vereadores Baltazar Garcia (presidente), Donizete Morelli, Heraldo Soares, João Augusto Picolo, Júlio Raposo do Amaral Neto, Maria do Carmo Irochi Coelho, Maria Helena Rettondini e Thiago Cetroni; e o ex-prefeito Elias Bahdur. Junto aos munícipes, o evento foi acompanhado pela equipe de Governo, colaboradores municipais e membros da Guarda Civil Municipal.

Os alunos do Projeto Guri realizaram apresentações de coral, percussão e violão. Em seguida, foi lido breve histórico da fundação de Monte Alto, por Porfírio Luís de Alcântara Pimentel.

O prefeito João Paulo Rodrigues convidou três vereadores a hastearem os pavilhões. O presidente Baltazar Garcia e os vereadores João Augusto Picolo e Donizete Morelli ergueram, respectivamente, as bandeiras Nacional, Estadual e de Monte Alto.

Em seu discurso, Baltazar Garcia agradeceu a grande presença da população, mesmo sendo uma manhã fria, e falou do desenvolvimento que nasceu de um sonho e sobre como o empreendedorismo de Porfírio tornou o sonho uma realidade. “Hoje é também Dia do Assistente Social, parabenizo aqui as profissionais”.

O prefeito João Paulo Rodrigues relembrou passagens dos prefeitos Dr. Raul da Rocha Medeiros e seu pai, Dr. José Jesus Victório Rodrigues. “Busquei nos manuscritos deles o que representou para cada um, o dia 15 de maio. Dr. Raul, em 15 de maio de 1925, há 94 anos, evidenciou sua mensagem, a mesma de 15 de maio de 1987, com meu saudoso pai. Nesta mensagem abordaram o retorno, o dia de amanhã, que não termina ao final de um mandato ou de uma caminhada. Pelo contrário, porque continuamos cidadãos montealtenses, convivendo em sociedade”.

O evento no Paço Municipal finalizou com a tradicional salva de palmas e o convite para que os presentes acompanhassem a visita ao túmulo do fundador, no Cemitério Municipal. Em frente ao túmulo de Porfírio Luís de Alcântara Pimentel, autoridades e membros das Lojas Maçônicas XV de Maio e Igualdade nº 1647 uniram-se em oração.