Operação conjunta rodará pontos da cidade em fiscalização

Polícias, Guarda, Vigilância Sanitária, Conselho Tutelar e Assistência Social agirão em conjunto; grupo recebeu manifestantes na Prefeitura

Dentro do plano de ação do Decreto 4.076/2021, reunião com instituições definiu ação conjunta na cidade, que correrá pontos de aglomeração e fiscalizará o proposto pelo município.

Desde ontem, o decreto restringiu ainda mais a circulação de pessoas e atividades comerciais, em resposta ao relaxamento de pessoas quanto aos cuidados com a pandemia e o consequente “quase” colapso do sistema de Saúde.

Em trabalho integrado, as polícias Militar e Civil, Guarda Civil Municipal, Vigilância Sanitária, Conselho Tutelar e Assistência Social estarão juntos averiguando situações de violação do decreto, mas mais que isso: outras questões sociais que necessitam de apoio ou intervenção de alguns desses órgãos.

“As medidas foram mais duras. O remédio foi mais amargo e agora precisamos desses dias para, realmente, focar a fiscalização em quem não tem colaborado e para tentarmos achatar essa curva de infecção”, comenta a prefeita Maria Helena.

A chefe do Executivo, junto a representantes das polícias e GCM, recebeu comissão de comerciantes que realizou manifestações em frente à Prefeitura, na manhã e tarde dessa quarta, 17.

“Foi um encontro importante, onde pudemos ouvir o desabafo de trabalhadores de nossa cidade e, também, expor o que estamos fazendo, nossas preocupações e linhas de ação. Temos que ser firmes, mas nunca desamparar nossa população”, completa a prefeita.

A prefeita Maria Helena, o subcomandante Serafim, o tenente Ricardo Lopes, o delegado Marcelo Mello de Lima e a secretária de Segurança Pública, Regina Marques