Prefeitura prepara homenagem em lembrança à emancipação política do município

O Poder Executivo mobiliza, para a manhã da sexta-feira (8), cerimônia para relembrar os 123 anos da emancipação político-administrativa de Monte Alto.

O evento, com previsão de início às 9 horas, deve contar com a presença de representantes dos poderes municipais, como a própria Prefeitura e a Câmara Municipal, entidades e alunos de escolas da cidade.

A cerimônia foi pensada no primeiro ano da atual gestão municipal, em 2017. Desde então, a Prefeitura realiza o hasteamento das bandeiras, evidenciando a importância desta data para os montealtenses.

Monte Alto foi fundada em 1881, mas a criação do município só se deu a 8 de fevereiro de 1896. Tudo começou com a apresentação, na Câmara dos Deputados paulista, do projeto nº 4, de 19 de abril de 1895, que criava a nossa cidade. Depois de muitas idas e vindas, com várias discussões e aprovações dentro do regimento interno da casa, o projeto foi aprovado definitivamente e convertido na Lei nº 363, de 31 de agosto de 1895. No entanto, a cerimônia de posse e instalação do município só ocorreu dia 8 de fevereiro do ano seguinte, 1896.

Na casa do cidadão Sabino Soares de Camargo, depois de eleita a Câmara, foram empossados os primeiros juízes de paz da cidade, sendo Herculano Bueno do Livramento o primeiro Juiz de Paz; Antonio Jacynto de Medeiros, o segundo Juiz de Paz; e Joaquim Ferreira Soares, o terceiro Juiz de Paz eleito do distrito. Em seguida, por proposta do Presidente da Câmara, foi adotado como regimento interno o da Câmara Municipal de Jaboticabal.

Dessa forma, todos os nascimentos e casamentos passaram a ter efeito na cidade de Monte Alto, além de termos agora o nosso próprio sistema de Leis, que ficaria a cargo da nova Câmara Municipal.