Professora da EMEB Rita Schlithler tem projeto reconhecido nacionalmente

Clarissa (terceira, da esquerda para a direita) e equipe da Educação

O projeto ficou entre os seis melhores do país.

Clarissa Ariadne Orrico é professora de Língua Portuguesa na EMEB “Dra. Rita Schilithler de Mattos” e criadora de um projeto de leitura que visa ensinar os alunos a criarem hábitos de ler e consequentemente, melhorarem suas capacidades de escrita. O projeto ganhou visibilidade após ficar entre os seis melhores desenvolvidos em nível nacional.

A professora participou do curso “Leitura vai, escrita vê: práticas em sala de aula”, oferecido pela equipe da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, que é desenvolvido pela Fundação Itaú Social com parceria do Ministério da Educação e coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC). Na oportunidade, Clarissa apresentou seu projeto e foi parabenizada pelo excelente trabalho.

O projeto consiste em promover a leitura de livros que tenham a temática próxima ao que está sendo trabalhado em sala de aula e depois todos participam de um debate sobre o assunto, posteriormente devem fazer um trabalho que explique o que foi aprendido com a atividade. “Os alunos ficam livres para fazer qualquer tipo de trabalho, os mesmos são expostos para toda a escola. O projeto tem gerado bons frutos, fico muito feliz”, contou Clarissa.

No dia 7 de agosto, a professora e colaboradora do CENPEC, Maria Alice Armelin, esteve em Monte Alto para conhecer de perto o trabalho e atividades do projeto. Maria Alice foi recepcionada pela professora Clarissa, a equipe da EMEB Rita e também pela secretária de Educação, Sueli Hypólito Amantéa, a supervisora de ensino, Cristiane Maria Balsanelli, a gerente de ensino fundamental, Luciane Pissutti e pela gerente de educação especial, Daiane Venteu.

A diretora Eliane Aparecida de Moraes Della Vecchia aproveitou a ocasião e ressaltou a importância de projetos que incentivem a prática. “A leitura e a escrita são processos complementares e fundamentais para o desenvolvimento dos alunos e, ao mesmo tempo, são os grandes desafios da escola. Por isso, toda prática de sucesso deve ser difundida amplamente para que mais docentes conheçam, se apropriem e apliquem aos seus educandos”.

Texto: Sarah Pelloso
Comunicação/Prefeitura de Monte Alto
Foto enviada pela Secretaria de Educação

Compartilhe