Censo Agropecuário se reúne para análise da produção montealtense

Na manhã de sexta-feira (5), na Casa da Agricultura, aconteceu a reunião do Censo Agropecuário, para análise das atividades agropecuárias desenvolvidas em Monte Alto, bem como os produtores e suas plantações.

As reuniões de atualização do panorama agropecuário do município, com pesquisa do IBGE, são feitas a cada quatro meses, o que permite atualizar informações anteriores de estabelecimentos agropecuários e agrícolas, além de analisar os aspectos econômicos da produção montealtense.  

Estiveram presentes a chefe de agência do IBGE, Priscila Bueno Alves; o vice-prefeito, José Cláudio Inforçatti (Bicudo); o vereador João Augusto Picolo; o presidente do Sindicato Rural de Monte Alto, Aparício Garbin Filho; e o engenheiro agrônomo e responsável técnico da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), Ademar José de Souza Júnior.

Os dados de 2018 revelam que, localmente, a maior produção por área é a cana-de-açúcar, com 10866,2 hectares e 305 unidades de produção agrícola, sendo uma cultura temporária que precisa de um novo plantio a cada colheita. Em segundo lugar as gramas, ou seja, pastagens, com 3327.7 hectares e 375 unidades de produção; e em terceiro a plantação de manga, com 3245.7 hectares de área e 372 unidades de produção agrícola.

Representantes de áreas envolvidas no Censo Agropecuário discutem os dados apresentados pelo IBGE.