Central de Alimentos inicia programa para reciclagem de óleo usado

banner_oleocozinhaBuscando preservar o meio ambiente e dar destino adequado ao óleo de cozinha utilizado, Secretaria de Educação e Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente realizam orientação aos colaboradores da Central Municipal de Alimentos.

A Central de Alimentos hoje conta com 51 colaboradores e fornece, em média, 15 mil refeições diárias, distribuídas entre café da manhã, colação, almoço, café da tarde, jantar e recreios escolares. Ao todo, 40 locais recebem estas refeições, entre creches, escolas e projetos.

O descarte regular do óleo vem sendo possível graças ao ensinamento transmitido, primeiramente, à nutricionista responsável e equipe gestora do departamento. Em seguida, foi adequado espaço para armazenamento do material, para futuro encaminhamento para reciclagem.

Os colaboradores do departamento foram instruídos e tiveram conhecimento dos prejuízos que o óleo acarreta ao meio ambiente, além de causar entupimento no esgoto doméstico e proliferação de insetos e ratos. Cada litro de óleo despejado nos rios, represas e mananciais pode contaminar cerca de 25 mil litros de água, elevando assim os custos de seu tratamento e inviabilizando o consumo.

A Central de Alimentos, direciona corretamente não somente o próprio óleo utilizado, como também se tornou posto de coleta, permitindo que a comunidade deixe o óleo usado, colaborando assim com a destinação final correta de tal produto. Embalagens recipientes com óleo também serão recolhidas, potencializando o combate à poluição das águas e reforçando a necessidade de ações como esta, buscando a preservação do meio ambiente.